opinião

“Carinho” Google

google-sign

Um dos Cocas esteve recentemente na sede da Apple.

Tentou entrar mas foi barrado. Apenas convidados e funcionários.

Nem uma fotinho do saguão?

“Tá bom vai lá”, permitiu o segurança.

Tem a Company Store. Uma “Loja de Parque”. Mais do que acessórios e hardware. Muito acessório “exclusivo”, talvez até de “teste”. E muita lembrancinha, típico das lojas de parques americanos.

“Personalidades”… Aquele cara ali está no iOS 7…

Restaurante.

Recarga elétrica para carro.

Tudo isso para os barrados. Para os não-convidados. Para os turistas.

Hora de conhecer o Google.

Que apesar de ser em outra cidade. Fica a 10 Km, 10 minutinhos de carro.

Sem surpresa só convidados e funcionários podem entrar.

Mas já não teve foto do saguão.

Tem lojinha? Sim, tem. Com NFC na porta.

Só convidados podem entrar.

Banheiros? Também com NFC. Só para convidados.

Quando questionados: Eu queria ir no banheiro.

Ali na frente tem um Mc Donald’s, foi a resposta.

Atração Turística vs. Empresa

É uma empresa. Um local de trabalho. E não uma “atração turística”. Eu entendo.

Agendar, convidar faz todo o sentido.

Mas será que num foi meio exagerado?

Ainda mais quando a receptividada da região como um todo foido tipo Apple.

O Google foi um ponto fora da curva.

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close