opinião

Comunicadores Instantâneos

Tenho um jeito bastante peculiar para lidar com o Social na internet.

Via de regra as pessoas se colocam em offline ou em ocupado. E quando podem responder, entram online. Com isso o online ficou estigmatizado como “venha falar comigo porque estou de bobeira”.

Uma abordagem interessante é separar sua conta pessoal da conta empresarial. Reduz mas não resolve.

O que resolve pra mim é uma abordagem oposta. Ficar sempre online. Pode parece estranho mas uso o fator assincronicidade.

Me comunico quando quero/posso. Isso fere, sim, o conceito de Comunicador Instantâneo. Mas foi o melhor jeito que pude arrumar.

As pessoas mandam as mensagem e tão logo seja possível respondo. Uma vantagem é que MSN, Skype, Email, twitter, etc. viram canais de comunicação. A desvantagem é que não existe prioridade. Um MSN da vida deveria agilizar a comunicação.

Essa configuração está longe de ser perfeita. Uso Beejive com imo.in. O Beejive segura todas as redes e o imo.in segura o skype. O IM+ Pro conseguiria unir a funcionalide desses 2 apps.

Acabo que fico online mas não recebo chamadas de voz/vídeo no Skype. Claro que é de bom tom mandar uma mensagem antes de ligar. O que minimiza esse efeito.

Outra coisa que perco são os arquivos enviados. Não consigo receber no imo.in. Tenho que abrir o Skype no pc e transferir. Igualmente é contornável. Basta pedir para a pessoa enviar por email.

Por isso não é a ideal. Mas é aceitável. Ainda mais porque evita aquele stalker que fica vigiando o que você faz.

Pode ser exagero, mas tenho 5 contas no Skype. A pessoal, a do cocatech e outras 3 de empresas/projetos que participo.

E as redes sociais entram no mesmo esquema. Respondo quando quero/posso.

E você, como é que lida com os Comunicadores Instântaneos?

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Fechar