notícias

Demora na entrega de Push na rede 3G da Vivo

Tudo começou lá no Fórum com esse post sobre o tempo de entrega da notificações em Curitiba do AlyCWB.

E aí surge o Rodrigo Simões:

“Gustavo, nós passamos EXATAMENTE pelo mesmíssimo problema aqui na área 14…foi quase 1 ano de stress até descobrirmos a falha. E A Vivo (a Ericsson na verdade) só conseguiu resolver a falha com a nossa ajuda… chegamos até a mandar um vídeo explicando o problema.

Antes de tudo, seque algumas premissas pra você entender como o push realmente funciona:

– Quando alguma informação (IP) chega na Vivo destinado ao seu celular, ela cai em um equipamento chamado GGSN. É uma espécie de conversor de “dados IP” para “dados por pacote”, na rede UMTS
– Ao contrário do que imaginamos, a GGSN não “empurra” os dados para o celular… ela apenas envia uma mensagem a ele (via sinalização), dizendo que existe dados lá pra ele baixar.
– Quando chega essa mensagem, imediatamente o celular “acorda” e conecta na rede da Vivo pra baixar as dados que estão em buffer
– Após 15 segundos de inatividade, o celular se desconecta da rede de dados e só conecta novamente quando você manda usa a conexão OU a GGSN sinaliza novamente que tem dados por lá
– Tudo isso é feito de forma transparente e extremamente rápida…você nem percebe como tudo isso ocorre. Só detalhei aqui pra você entender todo o processo…

Se você enviar um simples ping para o seu IP válido da Vivo (pode pegar isso via Field Test no iPhone), todo o processo acima vai acontecer…pode testar aí…inclusive vai perceber que talvez o primeiro pacote recebido tenha um delay de uns 400ms ou mais…é o tempo que leva pra GGSN acordar o celular.

Pois bem… agora vamos a explicação o problema todo: por motivos desconhecidos, a Vivo (ou a Ericsson) esquece de configurar um determinado parâmetro nesses equipamentos que faz a GGSN enviar esses pacotes de sinalização para o terminal do usuário… justamente por isso que o leitor descreveu no fórum que todos os push’s chegam de uma vez quando ele acorda manualmente o iPhone… quando ele faz isso, o iPhone baixa todas os dados parados no buffer da rede, que deveria ter sido previamente sinalizado pela GGSN.

Infelizmente a solução só pode ser feita pela própria Vivo… se não me engano, tem a ver com um parâmetro chamado “RACH”…se conseguirem falar isso para um engenheiro da Vivo (ou da Ericsson), na hora ele já saca o problema e sabe como resolver…e é coisa de 20 minutos pra solucionar tudo isso.

Graças a Deus conseguimos solucionar isso por aqui…já estava ficando inviável usar a Vivo em razão disso. E também isso foi possível pois esse ser iluminado (o engenheiro) teve vontade de entender o problema e nos ajudar… mas foram meses até isso acontecer.

E o bom é que graças a nós, centenas de milhares de usuários da região (de iOS, Android, BB, etc.) conseguiram utilizar seus serviços de forma correta e a Vivo deixou de perder muitos assinantes por aqui! 🙂

Bem, acho que é isso… espero que tenha conseguido ajudar em algo!”

Aqui no Rio de Janeiro, para constar, o Push está em real time.

Atualização

Em 20/07/2012 o AlyCWB reportou que o problema foi corrigido.

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Fechar