opinião

HomeScreen do iPhone

A organização da Home Screen pode dizer muito sobre uma pessoa. O post There is no Place like a Home Screen é bem interessante.

A idéia dessa série de artigos é dar idéias para as pessoas organizarem suas Home Screens. Principalmente mostrando Home Screens de diversos leitores. E o mais importante explicando qual o critério usado para posicionar os aplicativos.

Muita gente estranha minha Home Screen por ela ser poluída. Tendo em vista como sou minimalista.

Eu vou explicar. No Dock eu coloco os aplicativos que mais uso. Faço assim pois pouco importa em que página estou, tenho esses apps a distância de 2 toques. Um para expandir o grupo e outro para abrir a aplicação.

Meu conceito é ter a mão mais rapidamente a função que desejo acessar.

O primeiro grupo está relacionado à “entrar em contato com as pessoas”. Entram nessa categoria Telefone, SMS, Facebook, BeejiveIM, Skype e o Mail. Coloquei também os Ajustes. Assim tenho um acesso rápido a ele também.

No segundo grupo estão as “Mídias”. Podcasts, audiobooks, músicas, vídeos e rádios.

No terceiro estão as “Notícias” e a “Interação Social”. Navegação, RSS, editor de texto mais usado e Twitter.

No quarto ficam o “Controle”. GTD, finanças, endereços e senhas.

Os aplicativos importantes com pouco uso, ou menos importantes ficam na primeira página.

Ferramentas pouco usadas ficam na segunda página. Editores de texto, acesso à nuvem e aplicativos que estou testando.

Na terceira página, coloco os Jogos e alguns programas “cópia”. Gosto 2 apps para funções que efetuo com frequência. Funciona como um backup. Seja para alguma falha no servidor do app ou numa atualização que impeça o uso.

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Fechar