opinião

iOS 5 – “Tapa da Cara” dos desenvolvedores?

Durante o Keynote da WWDC 20011, houve uma cena que traduz perfeitamente o pensamento dos desenvolvedores em relação ao iOS 5. Ela foi protagonizada por Marco Arment, desenvolvedor responsável pelo Instapaper, quando do anúncio da Lista de Leitura sincronizada via nuvem entre os dispositivos.

Foi impressionante o número de coisas “kibadas”, veja a lista:

  • Central de Notificações: Windows Phone, Android, Notified e MobileNotifier.
  • Tela de Bloqueio: IntelliScreen.
  • Download de Assinaturas em background: Windows Phone.
  • Lista de Leitura: Instapaper, Read It Later.
  • Leitor: Instapaper, Read It Later, Mobilizers.
  • Abas no Safari: Opera.
  • iMessage: BBM.
  • iCloud: DropBox, SkyDrive.
  • iCloud Backup: Android, iBye.
  • Sincronismo com o iTunes via Wi-Fi: Wi-Fi Sync, Windows Phone.
  • Lembretes: Things, OmniFocus.
  • Teclado Destacável: Windows 8.
  • Botão físico para tirar foto: Windows Phone, Camera+.
  • Acesso à câmera via Tela de Bloqueio: Windows Phone.
  • Photo Stream: Windows Phone.
  • Suporte RTF no Mail: Rich Text For Mail.
  • Integração com twitter: Windows Phone.

Talvez um preview disso já tenha sido o Hot Spot e os Gestos Multi-Tarefa. Um alerta de que a temporada de integração de boas idéias estava aberta.

Que fique claro. Isso é muito bom para o usuário. Muitas pessoas passarão a ter recursos que antes nem sabiam que eram possíveis por desinformação. Imagine a quantidade de pessoas que pode se beneficiar de uma Lista de Leitura e nunca conheceriam um Instapaper. Isso é muito bom.

É muito bom também para os usuários mais avançados. Pois a concorrência sempre é motor de produtos melhores. Cabe agora aos desenvolvedores aprimorarem seus produtos para se destacarem frente aos produtos lançados. O Instapaper, por exemplo, não é ameaçado pelo Lista de Leitura, dentro do meu fluxo de trabalho. Porque eu quero depois de ler os posts que selecionei, marcá-los como favorito para serem compartilhadas via server do Instapaper no Tumblr. E depois serem comentados no cast. É um caso específico. Existem funções de rede social que não estão ainda presente no Lista de Leitura.

Existem casos onde o app original será extinto. Como é o caso, acredito do Wi-Fi Sync. Pena? Talvez. Mas são as regras do jogo. É para o bem maior.

Pode-se questionar a integridade da Apple fazendo essas implementações. Deixar o desenvolvedor aplicar recursos em algum a ser descontinuado. Bem não vejo essas funcionalidades concorrendo diretamente com os aplicativos disponíveis na App Store. A integração com o twitter não substitui o App. A Lista de Leitura é uma versão free do Instapaper que o próprio Marco Arment resolveu descontinuar, podemos imaginar. A concorrência é mais brutal com os apps no Cydia. Esses de alguma forma não foram permitidos pela Apple. De alguma forma foi o aviso da Apple para o desenvolvedor: “Não se aplique muito a isso”.

Enfim…

Desenvolvedores, corram!

Usuários, aproveitem as novidades!

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close