opinião

iPad 4ª geração

O que eu ouvi de gente me corrigindo… É iPad. Num é novo iPad. Num é iPad 3. Não deixa de ser engraçado esse lançamento.

Assim como é engraçado ver os que duvidavam que a Apple lançaria 2 iPads num mesmo ano. Ela lançou 3.

Essa talvez tenha sido a coisa mais importante acontecida na Keynote de hoje. Por vários motivos.

A única razão para a Apple atualizar o iPad é o lançamento do Nexus 10. Ele deve ser agressivo. E deve ser anunciado no dia 29 de outubro.

A Apple está respondendo ao mercado. A comparação do iPad mini com os demais tablets denota isso, além do próprio iPad mini.

Quem acompanhou a cobertura pelo live.CocaTech, viu um Gustavo Faria nitidamente decepcionado. Não com a atualização. Os MacBooks Pro são atualizados 2 vezes por ano! Que o iPad seja assim também. Estava decepcionado como dono de um já não tão “novo iPad”. 7 meses! Foi uma supresa. Mas uma boa surpresa.

A Apple deixou de ser uma empresa de nicho faz tempo. Agora é uma empresa das massas. E precisa se comportar como tal. Por isso a avalanche de “novos produtos” anunciados.

O iPad de 4ª geração tem o mesmo tamanho, peso e resolução do de 3ª geração. Os preços também se mantiveram.

O processador ganhou um upgrade. Agora é o A6X. Com o dobro de poder de fogo tanto computacional quanto graficamente.

O Wi-Fi ganhou suporte ao 5GHz.

A câmera frontal agora é HD, antes era VGA.

E apareceu o conector lightning.

Lembro que agora temos 4 adaptarores lightning: USB, cartão SD, Digital AV e VGA.

O 4G ainda continua confuso. O iPhone 5 tem 3 modelos: 2 GSMs e 1 CDMA. Sendo que os GSMs no conjuntos contemplam as bandas 1, 3, 4, 5 e 17. Já no iPad 4ª apenas as bandas 4 e 17. 4 e 17 é praticamente Estados Unidos e Canadá.

Ou seja, o 4G do iPad de 3ª geração foi mantido. Não foi usado o esquema do iPhone 5.

O Coca Augusto Cezar apontou que o site da Apple diz que o 4G é “global”, no mesmo alcance do iPhone 5.

E realmente é. A diferença, e aí a minha confusão, é que o modelo do iPhone 5 “global” é GSM. E no iPad é o modelo CDMA, da verizon. Imaginei que por ser CDMA não funcionaria pelo mundo. Suponho que o fato de não ter voz no iPad possa ter permitido esse rearranjo nos modelos.

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Fechar