opinião

Media Center no Mac OS

Comecei a usar serviços de TV a cabo logo no início do serviço no brasil em 1995. Gosto muito de televisão embora assistia pouco. Fiquei mais ligado em séries a partir de 2000, pulando a febre de Seinfeld e Friends. E logo em 2000 comprei uma placa de vídeo com saída s-vídeo, que liguei na minha TV.  Já tinha ligado minha placa de som no receiver.

Esse foi meu primeiro media center. Era fio para todos os lados. Esse esquema durou até 2009. Durante esses quase dez anos, melhorei a placa de som para ter saída digital, melhor saída de vídeo, mas o jeião ficou mais ou menos o mesmo.

Locadora BitTorrent, no início era e-mule, junto com legendas dessincronizadas. Ao longo do tempo isso melhorou muito. Raro não ter uma legenda boa para um determinado release. E o NZB tomou o lugar do BitTorrent nos meus downloads.

Por algum tempo meu media center foi meu notebook.

Em 2009, comprei uma TV LED da Samsung que lia mkv’s baixados da locadora em 720p. O pen drive passou a ser meu media center. Até surgir o iPad, que em conjunto com o Air Video passou a ser meu media center oficial, já que assisto vídeos já na cama no final da noite. Apenas em ocasiões sociais uso o pen drive.

Cheguei a experimentar servidores DLNA para Mac OS X. Até funcionam, mas é difícil para retroceder e avançar. Com o Air play acho cada vez mais difícil de aparecer um bom DLNA server.

Pode ser empolgação, mas tenho trocado meu pen drive pelo iPad 2 + Apple Digital Video Adapter + Air Video. Vamos ver até quando vai durar.

 

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close