opinião

Roubos e Smartphones

Como vocês se sentem em relação a segurança ? E o que vocês fazem para evitarem roubo e usar o smartphone ao máximo ?

O CocaTech é um poço de surpresas e estudei a área de segurança bem extensivamente. Então vou rascunhar algumas idéias sobre o assunto.

Existe nessa área o binômio conforto vs. risco. Quanto maior o seu conforto, maior o risco que você corre.

Uma pessoa com um carro popular corre menos risco de ser assaltado do que alguém com um carrão mega luxuoso. Para compensar essa balança, os carrões acabam sendo blindados, dirigidos por motoristas armados com noções de direção defensiva. Vocês pegaram a idéia.

Inspirado nesse binômio, verifique algumas dicas:

  • Fone branco, nada dá mais pinta de que na outra ponta existe um iParelho.Um fone genérico preto pode disfarçar. Mas o bandido vendo a oportunidade não vai deixar passar o fato de que um fone seja ele qual for leva a um player. O ladrão não vai vender um iPhone de R$2.000 por R$1.000. Vai vender por R$50, ou melhor trocar por R$50 em drogas. Um smartphone mais genérico, digamos um android de R$800, será trocado por R$30-R$40 em drogas. Acaba não fazendo para o meliante qual é o smartphone.
  • Atender ligações na rua, evite. Entra numa loja ou numa banca de jornal. Já vi muitos perderem seus telefones por trombadinhas no centro do rio quando estavam falando ao telefone. O ladrão vem correndo dá um “tapa” da orelha, pega o telefone e continua correndo.
  • Facilidade, a ocasião faz o ladrão. Portar ostensivamente um aparelho na cintura é um chamativo. Seja discreto. Evite colocar o smartphone em um lugar de fácil acesso na sua mochila ou bolsa. Evite exibir ostensivamente o aparelho no seu carro. Lembrem-se: conforto vs. risco.
  • Fone Bluetooth, evite. Não são discretos.
  • Algumas pessoas fazem uso de “celulares com toque polifônicos”, celulares de baixo custo, quando vão em “zonas de risco”. Às vezes com o próprio chip, outras com outro chip, pré-pago para ter menos dor de cabeça. A pergunta que faço é por que razão frequentar essas “zonas de risco”. Você precisa estar totalmente integrado ao meio para passar desapercebido. Não será um celular tijolão que irá te misturar. O seu jeito, a sua roupa e etc vão te entregar.

Poderia citar diversas dicas mas 95% delas serão baseadas no conforto vs. risco e evitar gerar riscos desnecessários. Acredito que vocês pegaram a idéia.

Se tiver alguma dica extra, deixa aqui nos comentários!

E o mais importante, jamais reaja a um assalto! Reagir é uma brincar de roleta russa. Pode ser que você se safe, pode ser que não. Apenas reaja se o que estiver em risco for algo que tenha mais valor do que a sua vida. Se a morte for certa, por que motivo não reagir? Você conseguiria viver bem sabendo que a sua filha foi abusada sexualmente por uma bandido e você não reagiu? É um conceito pessoal, para você o que tem mais valor do que a sua vida?

Espero que ninguém responda iPhone. iPhone tem backup. E se você conseguiu comprar um tenho certeza que tem condições de comprar outro.

E mais um pensamento. Quando for atacado, se posicione e não tente bancar o esperto. Seja claro com o bandido. Diga qual são suas posses no momento. Diga que você vai colcaborar e entregar todos os bens. Mas deixa evidente que é só isso que ele vai conseguir. Muitos roubos se tornam coisas piores pela falta de posicionamento e por tentar bancar o esperto.

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close