opinião

Updates Frequentes

Existe um novo paradigma no desenvolvimento de software.

Lembro de ter acompanhado o desenvolvimento do Google Chrome até meados de 2009. Época que o troquei pelo Safari. O Chrome estava na sua versão 2. Hoje 2 anos depois ele está em sua versão 12.

Como efeito comparativo. O Internet Explorer que está no mercado faz 15 anos está em sua versão 10.

O que isso nos diz?

Hoje o mercado prefere soltar versões em intervalos menores. Ao invés de ficar 1 ou 2 anos para soltar o software, solta-se versões em intervalos bem menores com menos funções.

O raciocínio é simples. A funcionalidade está pronta? Gera uma versão para o usuário. No modelo anterior a nova funcionalidade ficaria na gaveta durante todo o processo de desenvolvimento da nova versão.

Isso é muito bom. Para ambos os lados. O usuário ganha mais recursos em menor tempo. E o desenvolvedor descobre num menor tempo as features que fazem mais successo e portanto que devem ser focadas e até mesmo descontinuadas.

Nem tudo são flores.

Isso é bom para mim, no meu computador de casa. Bom para você na sua casa. Ou quando temos acesso de administrador nas máquinas que usamos. Numa empresa onde quem realiza tais atualizações é o departamento de informática, isso tem sido uma praga.

É hora deles reverem os processos. Se você cuida de um departamento de suporte fica aí a dica.

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close