história

Você sabe de onde vem o símbolo Command do Mac?

Aquele que parece um trevo de quatro folhas. ⌘. Referenciado por muitos como Apple Key.

Isso porque lá trás cada opção do menu tinha uma maçã e uma tecla de atalho. Da mesma forma que é hoje. Só que ao invés do ⌘ era .

“There are too many Apples on the screen! It’s ridiculous! We’re taking the Apple logo in vain! We’ve got to stop doing that!”

Jobs disse que tinha o logo da Apple por demais. Estava banalizado.

Foi o que bastou para Susan Kare, que desenhava ícones, iniciasse uma pesquisa em busca de um novo símbolo. Procurando num dicionário internacional de símbolos. Ela achou algo diferente, bonito e ainda relacionado ao conceito de “comando”.

Ele veio com o símbolo de um trevo de quatro folhas que é usada na Suécia para sinalizar pontos de interesse. Veja aqui a referência.

Muito provavelmente por representar a convergência das quatro direções.

Ele é também um símbolo da era pré-cristão. Tanto que alguns o chamam como “Saint John’s Arms”, “Saint Hannes cross” ou “Gorgon Loop” pela referência heráldica.

Assim como alguns também o chamam de borboleta, pretzel, trevo, cebolão, multiplan, couve-flor e tantas outras associações criativas.

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.

Espie também

Fechar
Fechar