opiniãoreviews

Detalhes que fazem a diferença no iPad

O iPad encanta. A idéia por trás desse post é mostrar o porque. Listando diversas características que talvez você não tenha notado.

  • Tamanho. 10″ deixa o iPad com cara de revista. Leve sem ser frágil. Conforto sem ser pesado. Uma tela maior aumentaria o peso e pergunto o que ocuparia essa espaço extra. Os apps são cleans, há bastante espaço sobrando. Daria até para reduzir o tamanho. Creio que isso não se concretiza por causa do teclado.
  • Teclado. É do mesmo tamanho que um teclado físico Apple. Comparando as teclas “qwertyuiop” do iPad com o teclado do MacBook Pro, não há diferenças. Mesmo comprimento e altura. Mesma dimensão das teclas. Mesmo espaçamento. Não muda nada. Isso só é possivel pelo tamannho de 10″.
  • Sempre ligado. Meu notebook está sempre ligado. Só o desligo quando não vou usar por mais de 3 dias. Via de regra, ele está descansando. E a um levantar de tela ele está pronto para o uso. Nem todo mundo adota essa postura. Quero ler email? Quem ganha iPad, que está esperando ou o computador que precisa ser ligado? O iPad é a primeira opção.
  • Tela MultiTouch. Interagir diretamente no app é algo muito novo. Pela primeira vez, poesia a parte, estamos tocando na web.
  • Recursos integrados. Câmera, microfone, aceleromêtro, giroscópio, GPS, … Tudo integrado. Nem sabemos que isso existe. Apenas existe a função. Videoconferência. Ir para casa. Pilotar um carro de corrida como se o aparelho fosse o volante. Mágico.
  • Tela cheia. Estou elaborando esse texto no iPad e o que vejo são teclado e texto. Não existe janela de email aberta, encoberta pelo browser com um editor de texto no primeiro plano. Estou focado em produzir esse artigo.
  • Falta de MultiTarefa real. Todo os recursos do dispositivo são do aplicativo na minha frente. Não existe nada roubando processamento e assim atrapalhando a experiência. O desenvolvedor pode projetar um app sabendo exatamente como o usuário vai percebê-la.
  • Consumo de conteúdo. Um vídeo, livro, pdf, música, email, RSS, twitter, … Tudo ali sendo consumido sem teclas, só toque. Como se fosse um livro real, um objeto de verdade.
  • Convite a compartilhar. Um iPad você entrega para um amigo assistir um vídeo. Você não o chama para o seu lado e olhar no monitor. Numa mesa de reunião, não tem uma tampa levantada como que uma rede de ping-pong demarcando o espaço. O iPad é colaborativo. Qualquer pessoa pode “meter a mão”.

Você consegue descobrir mais alguma mágica? Conta pra gente.

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Fechar