opiniãoreviews

Detalhes que fazem a diferença no OS X

Simplicidade. Essa é a palavra. Steve Jobs é budista, e leva muito dos preceitos budistas para sua empresa. Os produtos da Apple são minimalistas e simples. Sem serem simplórios. Esse conceito está presente também nos software.

Todo o conceito matemático/técnico é traduzido numa linguagem “leiga”. Bit rate? 64 kbit/s? 128 kbit/s? Não existe isso no OS X. Ele é traduzido em mono, qualidade falada, qualidade musical. Não se espera que o usuário saiba. Se ensina ao usuário.

Vindo do mundo Windows. Lembro de quando tentei configurar minha impressora de rede pela primneira vez no OS X. Procurava na aba IP, e nada de impressora. Boots. E nada. Até que notei que a impressora estava lá, como se fosse uma impressora local. O BonJour tinha feito tudo para mim.

Esse é o jeito Apple.

Cada aplicativo não é um executável. É uma pasta. Assim desinstalar um programa é tão complicado quanto jogá-lo na lixeira. Nada de painel de controle. Nenhum receio de estragar algo como é no Windows. Nada das assombrosas DLL’s.

Driver? Não existe. Tá bom existe mas é transparente ao usuário. Olha as instruções de como instalar uma câmera no Widows. 7 ou 8 passos. No OS X, basta conectar a câmera que o iPhoto já abre.

Simplicidade. Essa é a palavra chave.

Recentemente tivemos um caso de malware no OS X e isso tende a acontecer cada vez mais conforme o sistema ganha terreno entre os usuários. Apesar disso o OS X foi sólido. Quem em são consciência roda Windows sem anti-vírus? No OS X é o contrário. É raro encontrar alguém que faça uso deles. A cultura de anti-vírus presente no Windows não existe. Segundo os especialistas existem cerca de 1.000 vírus para OS X.

O processo de manutenção do Windows consume muito tempo. Não que isso não existe no OS X. Existe mas é muito menos doloroso. Existe todo um ecossistema para lhe ajudar. Time Machine, Mobile Me, etc.

Não que o Windows seja ruim. Não é. E cada vez o Windows é aprimorado. O que acontece é que o Windows é genérico. Existe milhares de combinações hardware possível nas quais o Windows precisa rodar. Para isso cria-se driver, camada que interage entre o hardware e o sitema operacional. No OS X isso não existe. O hardware é controlado pela própria apple. A chance de falhas é extremamente menor.

Tudo o que você faz no Windows, pode ser feito no OS X. No Windows existem, sejamos sinceros, mais opções. No OS X, apesar do número reduzido de opções, a qualidade é maior. Percebe-se uma certa dose de carinho dos desenvolvedores nos aplicativos para OS X.

Se você está pensando trocar de computador. Considere um Mac.

Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close