notícias

iOS 6 features

Por ordem de aparição:

  1. Funcionalidades focadas na China: Baidu, Sina Weibo, Youku and Tudou
  2. Lembretes geo-localizados no iPad
  3. Proxy para HTTP
  4. Lost Mode, pode-se enviar um número para quem achar o aparelho ligar
  5. Entrada manual de localização para os lembretes
  6. Melhoramentos no VoiceOver
  7. Dicionário personalizado sincronizado via iCloud
  8. Assinatura de Email por conta
  9. Dicionário em Francês, Alemão e Espanhol
  10. Relógio no iPad
  11. Desafios no Game Center
  12. Amigos do Facebook no Game Center
  13. Reordenação manual dos Lembretes
  14. Suporte IPv6 para Wi-Fi e LTE
  15. Fala de palavras selecionadas
  16. Aprimoramentos no layout do teclado
  17. Compatibilidade com aparelhos auditivos
  18. JavaScript mais rápido
  19. Alarme com música
  20. Autocorreção para cada teclado.
  21. Melhora nos Controles de privacidade
  22. Kernel ASLR(Address Space Layout Randomization)
  23. Vibrações customizadas para alertas
  24. Buscas do Safari incluindo App Store(App in Safari search results)
  25. Lojas redesenhadas
  26. Melhorias no HDR
  27. Busca por todos os campos nos Contatos
  28. Mudanças no esquema de cores
  29. Blacklist
  30. Nova interface de compartilhamento

Além das já amplamente divulgadas:

  1. FaceTime em cima de 3G/4G
  2. Integração com Facebook, posts, curtir apps, calendários, aniversários, contatos
  3. Mapas, com informações de tráfego, flyover 3D, GPS curva-a-curva
  4. Telefone, responder com mensagem, lembrete, geo-localizado, para retornar a chamada
  5. Passbook, carteira digital
  6. Siri, abrir aplicativos, integração com resultados esportivos, restaurantes e cinemas
  7. Compartilhamento via Central de Notificação
  8. Nova interface de compartilhamento
  9. Horário de Silêncio
  10. Acesso Guiado
  11. Safari, Tela Cheia, Smart App Banner, iCloud Tabs, Lista de leitura Offline
  12. Mail, Inserção de Fotos/Vídeos de dentro do app, Pull to Refresh
  13. Abrir arquivos do Office protegidos
Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close