dicas

TaskPaper, Gerenciamento de Tarefas em “papel”

taskpaper-3

Gosto de pensar que aplicativos específicos são melhores que aplicativos genéricos. Do contrário, por que usar um app de gerenciamento de tarefas? Genérico por genérico, vamos usar uma folha de papel.

Apps especializados facilitam o uso, ajudam a previnir erros, ensinam a a usar, … Mas há situações onde o genéricos pode ser mais vantajoso. Eu reconheço.

Mas não é o caso do TaskPaper.

O TaskPaper surge em 2007 como uma espécie de MarkDown para tarefas. Fica no meio no caminho nessa questão de genérico/especilizado.

Genérico porque você tem toda a liberdade de um texto plano. Vamos combinar, às vezes, você quer juntar tarefas, ter uma liberdade maior de editar e está preso às caixinhas que o app pré-definiu.

E Especializado poque você conta com uma sintaxe para definir tarefas concluídas, datas, etiquetas, … e ainda tem um mecanismo de busca.

Por exemplo, Quer marcar uma tarefa como concluída? Só colocar uma @done. E ainda pode colocar uma data de conclusão ao lado.
Prioridade? @priority(1)
A tarefa é para hoje? @today. Ou @due(data de vencimento).

Claro que há atalhos de teclado para cada uma dessas marcações.

Você tem projetos, “pastas”, tarefas, lembretes… E é, destaco, um arquivo texto. Você pode colocar um TaskPaper no início de um arquivo para fazer um acompanhamento das tarefas. Há plugins TaskPaper para os editores de texto mais, digamos, configuráveis.

Alguns Mac OS e iOS Apps que implementam TaskPaper:

Editorial QR
Produtividade
$ 9.99
Etiquetas

Gustavo Faria

de um tempo em que a UFRJ formava não cientistas da computação, mas bacharéis em informática e acompanhe as Dicas do Coca.
Close